curso_linguas_5.jpg

Boletim de Pessoal

Boletins 2013 a 2016
Boletim 2012
Licença por Acidente em Serviço PDF Imprimir E-mail
Guia do Servidor

Acidente em Serviço é a ocorrência não programada, resultante do exercício do trabalho, que provoque lesão corporal, perturbação funcional ou doença, e que determine morte, perda total ou parcial, permanente ou temporária da capacidade laborativa, incluindo-se o acidente decorrente de agressão sofrida e não provocada pelo servidor no exercício do cargo e o sofrido no percurso da residência para o trabalho e vice-versa.

Requisitos Básicos:

1. Estar em exercício efetivo no cargo ocupado e ter sofrido danos:

a) em conseqüência das atribuições do cargo exercido;

b) em decorrência de agressão sofrida e não provocada, no exercício do cargo; e/ou

c) no percurso da residência para o trabalho e vice-versa.

Procedimentos:

1. A pessoa que tiver conhecimento do acidente deverá comunicar à chefia do servidor acidentado que, por sua vez, designará servidor ou comissão de servidores para comprovar o acidente.

2. A chefia ou pessoa designada por esta deverá preencher a Comunicação de Acidente de Serviço em 3 vias, enviando-as:

a) à Secretaria de Recursos Humanos;

b) à Junta Médica (2a via);

c) para abertura do processo (3a via).

3. A Secretaria de Recursos Humanos deverá ser notificada para manter contato com a família e/ou hospital, acompanhando os atendimentos prestados, e orientando os familiares sobre recursos de tratamento.

4. O relatório circunstanciado, elaborado pela comissão designada, será remetido diretamente à Divisão de Junta Médica, no prazo de 10 dias, prorrogável quando as circunstâncias exigirem.

5. A Junta Médica, após exame, emissão de laudo e concessão de licença, se for o caso, remeterá o processo à Comissão de Saúde Ocupacional para registros, acompanhamentos e vistorias no local do acidente, se ocorrido no âmbito da UnB.

Informações Gerais:

1. A prova do Acidente em Serviço dar-se-á por comissão designada pelo dirigente da unidade de lotação do servidor acidentado e será feita no prazo de 10 dias, prorrogado quando as circunstâncias exigirem e acompanhada pelo Serviço de Saúde Ocupacional.

2. O tratamento do servidor acidentado em serviço deverá ser promovido por órgão público. Na hipótese do órgão público de assistência médica não dispor de aparelhamento suficiente ao tratamento indicado, poderá o servidor ser tratado em instituição particular à conta de recursos públicos.

3. Os afastamentos em virtude de Licença por Acidente em Serviço são considerados como de efetivo exercício e com remuneração integral.

4. É também considerado como Acidente em Serviço o acidente sofrido no local e no horário de trabalho em conseqüência de:

a) ato de sabotagem praticado por terceiros;

b) ofensa física intencional, por motivo de disputa relacionada com o  trabalho;

c) imprudência, negligência ou imperícia de terceiros;

d) ato de pessoa privada do uso da razão;

e) desabamento, inundação, incêndio; ou

f) outro caso fortuito ou de força maior.

5. É considerado Acidente em Serviço o acidente sofrido fora do local e do horário de trabalho, nas seguintes circunstâncias:

a) na execução de ordem ou na realização de serviço sob autoridade da chefia;

b) em viagem a serviço, devidamente comprovada, qualquer que seja o meio de locomoção utilizado, inclusive veículo de propriedade do servidor; ou

c) no percurso para o local da refeição ou de volta dele, em intervalo do trabalho.

6. A comissão que apurará o acidente será composta por 3 servidores, de preferência da unidade de lotação do servidor acidentado ou do local do acidente.

7. Quando do retorno do servidor, em caso de licença para tratamento de saúde conseqüente de acidente em serviço, não estando o mesmo em condições de assumir o seu cargo ou de ser readaptado, será aposentado por invalidez.

Fundamentos Legais:

  1. Parecer CGR nº L-145, de 27/5/77 (D.O.U. 26/7/77).
  2. Arts. 102, inciso VIII, alínea "d", Art. 188 e 211 a 214 da Lei nº 8.112, de 11/12/90 (D.O.U. 12/12/90).
  3. Regulamento dos Benefícios da Previdência Social aprovado pelo Decreto nº 2.172, de 5/3/97 (D.O.U. 6/3/97).
  4. Orientação Normativa Nº 2, de 6 de Junho de 2005.
 

AcessoRapido

campanha doe sangue 1
logo_sic_2
icone_concurso publico
SIGEPE
icone guia do servidor
Sintfub
Adunb
Atens

 

Universidade de Brasília- UnB

Decanato de Gestão de Pessoas - DGP

Telefone:(61)3107-0391

Campus Universitário Darcy Ribeiro - Gleba A, Reitoria, Bloco A - 1° Andar CEP 70910-900 Brasília - DF

Backlink Pvp serverler Web tasarım Kurumsal seo Kurumsal seo Kurumsal seo